Sessão Halloween: O Corvo (The Crow).

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Sinopse
Eric Draven e sua noiva Shelly são brutalmente assassinados na Noite do Demônio (Devil's Night), a noite que precede o Halloween. Um ano depois, Eric volta do mundo dos mortos guiado por um corvo. Inicialmente sem lembranças do ocorrido, volta ao seu antigo loft onde recobra as memórias e a dor da morte. Eric pinta em seu rosto os traços de um palhaço feliz e distorcido e inicia uma caçada para vingar-se de seus assassinos.
Os bandidos são mortos um a um, até que Eric, com o auxílio do sargento Albrecht, se encontra com o maior criminoso da cidade, Top Dollar e a sua irmã, que, entretanto conseguiu apanhar o corvo. Ela descobriu que o sofrimento do corvo (pássaro) seria transposto para Eric, colocando assim a sua imortalidade em perigo.



Cheguei mais cedo do colégio, e por ser 31 de outubro, data em que se comemora o Hallowen (principalmente nos Estados Unidos) tive a oportunidade de assistir ao consagrado filme O Corvo’’ (The Crow), que por sinal, eu gostei bastante. Tal produção cinematográfica foi lançada em 1993/1994 (não sei ao certo) e contou com a direção de Alex Proyas. 

‘’O Corvo’’ é filme que ao primeiro olhar você imagina logo, que se trata de algo forçado e sem sentido, mas com certeza, não é nada disso. Aos poucos, você vai se envolvendo com o enredo. Uma história contada por uma menina que perdeu seus verdadeiros amigos em um assassinato brutal ganha um novo contexto, a partir do momento que se compreende qual a emoção que quer passada através da trama. 

O ambiente das cenas é sempre sombrio e você tem a impressão que a noite não tem mais fim. O clima obscuro, repleto de dor e sofrimento e as inúmeras lutas protagonizadas por Brandon Lee tomam conta de todo o cenário, prevalecendo apenas o sentimento de amor eterno que Eric tem por Shelly, que de tão intenso, foi maior que a morte dos dois, fazendo-o retornar ao mundo dos vivos em busca de justiça e vingança pelo o que fizeram com sua amada. 

Sarah, a menina solitária e grande amiga do casal principal, é também uma responsável pelos altos índices de emoção que compõem tão magnífico filme. A amizade e carinho que ela sentia por Eric e Shelly era realmente sincero, e isso faz com que as cenas que Sarah procura por Eric no loft e na que eles se despendem no cemitério, onde ambas, os dois se abraçam, sejam algumas das mais tocantes.

‘’O Corvo’’ seria COMPLETAMENTE perfeito, se não fosse por um terrível e trágico motivo. A realização deste filme foi marcada pela morte de Brandon Lee, filho de Bruce Lee. Uma das cenas rodadas para o filme requeria que uma arma fosse carregada, engatilhada e apontada para a câmera, mas, por causa da curta distância do take, a munição carregada era de verdade, mas sem pólvora

Após a realização desta cena, o assistente do armeiro (não o armeiro, que já havia deixado o set) limpou a arma para retirar as cápsulas, derrubando um dos projéteis no cano. A cena seguinte a ser filmada envolvendo aquela arma era o estupro de Shelly, sendo que a arma foi carregada com festim (que normalmente tem duas ou três vezes mais pólvora do que um projétil normal, para fazer um barulho alto). Lee entrou no set carregando uma sacola de supermercado contendo um saco de sangue explosivo.

No roteiro constava que Funboy deveria atirar em Eric Draven quando ele entrasse na sala, estourando o saco de sangue. O projétil que estava preso no cano foi disparado em Lee através da sacola que ele carregava, matando-o. 


Houve rumores de que os negativos com a filmagem de sua morte teriam sido destruídos sem que nunca fossem revelados. No entanto, segundo fontes extra-oficiais, a trágica cena foi incluída na edição final do filme. Existe praticamente um consenso entre os defensores dessa tese a respeito de qual é a tétrica cena: trata-se do momento em que Eric Draven, o personagem de Brandon, é alvejado por diversos policiais e o impacto do tiro que o matou arremessa o seu corpo para trás, fazendo com que ele atravesse a janela às suas costas. É provável que realmente seja essa cena, pois há uma nítida incoerência na continuidade: Eric, alvejado, atravessa a janela de costas e está caindo em direção ao chão, mas na tomada seguinte(quando os estilhaços do vidro ainda estavam caindo ao solo) ele já está ereto e se agarra ao parapeito da sacada do prédio, inclusive já estando de frente para o mesmo, algo que seria inteiramente impossível. 

Em toda a sequência seguinte à cena da quebra da janela, quando Eric foge da perseguição policial, o seu rosto não é focalizado em momento algum pela câmera, exceto já quase ao final da mesma e de forma bem rápida e ainda estando parcialmente encoberto, quando ele se levanta após uma queda. Em slow-motion, no entanto, é possível verificar que o rosto do ator que interpreta Eric Draven naquele momento não tem nem sequer a mais remota semelhança com a fisionomia de Brandon, sendo que nesta cena não se fazia necessária a presença de um dublê, pois não se trata de uma cena perigosa, apenas se levanta do chão e sai andando, a cena rendeu a Brandon Lee muita popularidade e após sua morte The Crow ainda teve continuidade, porém, sem o expressivo sucesso do primeiro filme.

Nos créditos finais do filme, os produtores incluíram uma homenagem a ele e sua noiva, Elisa Hutton. Sobre o fundo preto, aparece escrita a frase em branco: "For Brandon and Elisa." O casamento de ambos se realizaria no dia 17 de abril de 1993, no México. 
Brandon, porém, morreu menos de três semanas antes, em 31 de março daquele ano.

Brandon Lee, sem dúvida alguma, foi um astro do cinema, que nos deixou cedo demais, e por circunstâncias, que causam grande revolta nos admirados de seu trabalho. Por terem sido ocasionadas pela imprudência de terceiros. 

Uma atuação esplêndida, é que como podemos de certa forma definir Brandon em ‘’O Corvo’’. Ele, parece que de maneira sobrenatural, fez de seu último o mais maravilhoso possível.


 ''No passado, as pessoas acreditavam que, quando alguém morria, um corvo carregava sua alma para a terra dos mortos. Mas às vezes, acontece algo tão ruim que uma tristeza terrível é levada junto com a alma, e a alma não consegue descansar. Mas às vezes, somente às vezes, O Corvo consegue trazer a alma de volta para resolver o que está errado..." (Frases do começo do filme)


''Não pode chover o tempo todo. O céu não pode cair para sempre.
E embora a noite pareça longa, suas lágrimas não podem cair para sempre.''



"QUANDO A PESSOA QUE AMAMOS É TIRADA DE NÓS,A ÚNICA MANEIRA DE MANTÊ-LA VIVA DENTRO DO NOSSO CORAÇÃO É CONTINUÁ-LA AMANDO,PRÉDIOS QUEIMAM,PESSOAS MORREM, MAS O AMOR VERDADEIRO É ETERNO".(frase final do filme) 

Para sempre, Brandon Lee



 Fonte de pesquisa: Wikipédia
 Leia mais sobre a trágica morte do filho de Bruce Lee, clicando aqui  

Não esqueça de deixar o seu comentário ok?

8 comentários:

  1. First


    Serve como comentário? kkkkkkkkkkkk
    É, não sou de ver filmes bons (infelizmente) mas posso dizer que adoro ver sinopses de clássicos e saber os finais de todos os filmes antes de vê-los. Estranho, mas fazer o que? Quem sabe um dia eu veja e quem sabe eu realmente tenha sido first no comentário

    ResponderExcluir
  2. Hahaha ;)

    Não espalha, mas na maioria das vezes, eu gosto de ver as sinopses dos filmes, pra ter uma boa noção de como será a trama :P Sei que isso tira toda a graça, mas num tem problema não...
    E ó, parabéns! Você foi first neste post! hahahaha

    Obrigada pelo seu comentário!

    ResponderExcluir
  3. Eu lembro bem desse filme, é da minha época!! Lembro que passava até no Super Cine. rs... Tem uns videos da cena em que ele leva o tal tiro, que na verdade o feriu.
    Eu gosto do O Corvo, vou ver se quand passar de novo na tv eu assisto...
    Vale a pena.
    Ah, foi bom ler o post pq tinha umas coisas que eu não sabia. Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Sério que esse filme já passou no Super Cine? Nossa! Nem sabia... rs

    Obrigada pelo seu comentário!

    ResponderExcluir
  5. Tenho q assistir esse filme pelo q o post diz parece se muito bom.

    ResponderExcluir
  6. o filme, mesmo no começo das filmagens ja estava apresentando problemas com o seu elenco. uma pena que teve um final tão trágico. Mas o filme vale a pena. Não só pq ficou cult pela morte do Brandon, mas pelo roteiro.

    ResponderExcluir
  7. Dannyel, obrigada pelo seu comentário :)

    ResponderExcluir
  8. Felipe, esse filme vale muuuuuuito a pena *-*

    Obrigada pelo seu comentário!

    ResponderExcluir

Deixe a sua opinião sobre o post acima! Juro que não vai doer nada :)

OBSERVAÇÃO: Xingamentos ou comentários que fujam, completamente, do assunto tratado no post, serão DESCONSIDERADOS!

Obrigada e volte sempre! ;*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...