Amor bobinho.

sábado, 26 de maio de 2012



Versinhos e mais versinhos...
Escritos em papel toalha.
Segredinhos bem bobinhos,
Jogados na fornalha.

O amor que pensou
Era coisa de outro mundo,
Mas se enganou.
Ela sabia que era mais profundo.

E mesmo tão sem sal,
Parecia de verdade.
Era um amor meio normal,
Mas que passava sinceridade.

Não conhecia aquilo que sentia.
Era uma louca mistura,
Confundida com anomalia.
Mas sem dúvidas, era uma tortura. 


2 comentários:

  1. Adorei aqui. Lindo poema.

    www.teenlist.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. ADOREI! sem mais.

    Beijos,
    santaironia.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe a sua opinião sobre o post acima! Juro que não vai doer nada :)

OBSERVAÇÃO: Xingamentos ou comentários que fujam, completamente, do assunto tratado no post, serão DESCONSIDERADOS!

Obrigada e volte sempre! ;*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...