Enquanto isso no mundo dos babacas...

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Escolhi esta imagem pela pose de superior da garota e por seu lindo corte de cabelo.
O cigarro em sua mão é mero detalhe. Que isso fique bem claro.




AVISO: AQUI VOCÊ LERÁ REPETIDAS VEZES, A PALAVRA ''BABACA''.
NÃO SE ASSUSTE, TRATA-SE APENAS DE UM ATO COMPULSÓRIO
DO PROCESSO CRIATIVO.



Existe coisa mais babaca que esse lance de amor? Não que eu esteja questionando o jeito de amar alheio, sabe... Longe disso... Mas é que existem ‘certos tipos de amor’ que se tratam da mais perfeita expressão da babaquice. É. O amor pode parecer lindo e maravilhoso ao primeiro olhar, mas isso muda e parece que muda mais perfeito do que se pode imaginar.

Sei que deixar de acreditar nesse sentimento e enfraquecer a esperança de que um dia, quem sabe, as coisas possam ser resolver, é a pior atitude que um humano pode tornar... Mas como negar o instinto? Somos puxados ao pessimismo. Nem toda corda é bamba, mas que as chances de cair são grandes... Ah, isso são sim. E quem disse que tem graça se a gente não arriscar o tombo? É perigoso, mas vale pelo prazer da adrenalina, que salta aos olhos e parece ser capaz de devorar o que aparecer pela frente.

Talvez não seja nem tanto o amor em si, mas os babacas são os que fingem que amam. Os babacas são os que iludem e que se deixam iludir. São aqueles seres, que de tão tontos, acreditam que qualquer pingo, que qualquer migalha de atenção, é amor. São tanto babacas, que para defini-los, me faltariam palavras. Não me condenem. Eu também não fujo à regra. Sou babaca assumida. Quem mais poderia insistir tanto em sofrer por esse tal de amor? Os babacas são mestres na arte da pseudo-paciência. Os babacas vivem imersos numa sensação de plenitude versus lucidez. Babacas são normais? Vez por outra ou coisa nunca.

O mundo está rodeado de babacas. São tantos que deveriam criar a ‘’Babacolândia’’. Sei que exagerei. Sei que meio que generalizei... Mas é que esse assunto tem me tirado algumas noites de sono. Enquanto pensava no quanto eu babaca por gostar de alguém tão babaca feito aquele carinha... Mas ok, tudo bem. Quem sabe uma hora a gente supera e segue em frente. E pra ser sincera, sem os babacas, esse tal de amor não teria a menor graça. 




11 comentários:

  1. Aeeee. amei esse texto. hahaha. oow, eu sou uma babaca tbm! o/ kkkk.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! haha
    Quem não está cheio desses fingimentos? Tá faltando amor de verdade...

    http://devaneiointeligente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Muito bom seu texto, parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Ah, menina, já me senti muito babaca também. Já fui muito babaca e assim como você, gostei de alguém mais babaca do que eu. Alguém que ainda é babaca demais. Muito babaca. Hoje em dia procuro não ser tão babaca por amor... Mas acho que sou babaca por outras coisas. Muita babaquice isso.

    ResponderExcluir
  5. ADOREI o texto!
    Acho que todos nos já fomos um pouco babaca!
    Faz todo sentido.
    Bom fim de semana pra você!
    Beijos!

    http://www.6dejulho.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. lembro de um poeta, do qual não lembro o nome,ter dito que todo o poema de amor era ridículo. a verdade é que,sim,o amor é isso,é esse jeito meio imbecil de agir.ele não faz sentido.não faz. e a gente fica tentando entender e acha tudo muito idiota
    @blogabs | Blog Emilie Escreve

    ResponderExcluir
  7. Quebrar regras gramaticais para se expressar. <3 worse-or-better.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Karol...

      Pois é, quebrei regras gramaticais mesmo nesse texto, mas por uma boa causa... Uma grande causa. Afinal, quantas vezes acabamos limitando nossos sentimentos a serem expressos em textos, pelo simples motivo de que ele ''deve'' estar em completo acordo com a gramática normativa? Uma coisa maravilhosa que aprendi com minhas aulas de Língua Portuguesa I, é que essa coisa de norma padrão e culto às gramaticais, resultam em preconceito. Porque afinal de contas, não existe língua certa, sabe? O importante é comunicar. E isso, eu tenho certeza que meu texto fez.

      Muito obrigada pelo seu comentário,
      Bjs.

      Excluir
  8. Olha, eu achei a foto péssima. rs
    Quanto ao texto, amor não tem explicação, regra, jeito, forma... então tudo vale quando se fala nele. E ninguém é babaca por pensar assim não. :)
    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pô Luilton, a foto tá legal sim =\
      HAHA Obrigada pelo seu comentário!

      Excluir
  9. AMEI MUITO o texto! Me lembro dos meus vários momentos de babaquice... faz um tempinho já que não dou essa de babaca, pelo menos não pra valer. Amei o modo como você escreveu e eu concordo: o corte de cabelo da menina da foto é lindo! Se meu cabelo fosse um pouquinho menos cacheado o meu próximo chanel seria assim KKKKKK

    Eu li o que você falou sobre "o importante é comunicar" e saiba que eu concordo plenamente! E, para mim, o importante é não cometer erros crassos. Perder uma mesóclise vez ou outra, por exemplo, não faz mal a ninguém, principalmente se a intenção do texto é se aproximar do leitor e do cotidiano. Você fez isso muito bem!

    Bjs
    http://thisunderdog.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe a sua opinião sobre o post acima! Juro que não vai doer nada :)

OBSERVAÇÃO: Xingamentos ou comentários que fujam, completamente, do assunto tratado no post, serão DESCONSIDERADOS!

Obrigada e volte sempre! ;*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...